MPD aborda cobranças abusivas no Linha Direta com a Justiça MPD aborda cobranças abusivas no Linha Direta com a Justiça



MPD aborda cobranças abusivas no Linha Direta com a Justiça

24/03/2015

O MPD, representado pelo promotor de Justiça José Carlos Guillen Blat, respondeu, ao vivo, as perguntas feitas por ouvintes ao longo da edição de sexta-feira, 20 de março, do programa Linha Direta com a Justiça da Rádio Bandeirantes AM/FM. Entre os temas levantados, uma senhora abordou as dívidas com bancos e cobranças indevidas como em casos de falecimento. “Eu já peguei vários casos assim em que o banco não toma nenhum cuidado. Primeiro na abertura da conta corrente ou no fechamento e fica cobrando indevidamente valores que geralmente caem em maracutaias e fraudes”, diz. De acordo com Blat, as instituições financeiras têm responsabilidade pelos prejuízos que porventura ocorram nos aspectos materiais e morais.

Segundo o promotor, outra modalidade de cobranças abusivas ocorre com motoristas de táxi em casos de conserto de veículos após batidas de trânsito. “Tem taxista que é escravo do dono da frota, que obriga a arrumar o carro na oficina dele e cobra valores astronômicos. Faz que o taxista trabalhe praticamente de graça para poder pagar o dono da frota. Isso para mim nada mais é que enriquecimento ilícito”, afirma.

Além do representante do MPD, também participaram da edição os desembargadores aposentado Oséas Davi Viana, o desembagador Irineu Fava e a advogada previdenciária Marta Gueller. O programa, apresentado pelo jornalista Milton Parron, vai ao ar às sextas-feiras, sempre às 14 horas, e recebe especialistas da magistratura, do MPD, da advocacia e da defensoria pública que respondem os ouvintes em diversos temas do direito como cível, penal, trabalhista e outros.

Clique aqui para ouvir o último programa e as edições anteriores.

Imagem: banco de dados da web

Categorias